Cruzeiro x Atlético-MG: árbitro aplica dois cartões amarelos em jogadora, mas não expulsa; veja

Day Rodríguez, do Galo, foi punida com dois amarelos, mas permaneceu em campo até o fim do jogo

| GLOBOESPORTE.COM / REDAçãO DO GE


Árbitro aplica dois amarelos e não expulsa jogadora na final do Mineirão feminino

Durante a final do Campeonato Mineiro Feminino, a jogadora do Atlético-MG, Day Rodríguez, foi punida com dois amarelos, mas não foi expulsa com o vermelho. Ela permaneceu em campo por cerca de vinte minutos, até o fim da partida, mesmo amarelada duas vezes no mesmo jogo. Nas imagens é possível ver os momentos em que o árbitro Richard Michel Lara aplica os cartões em direção à atleta.

+ Com gol de Byanca Brasil e pênalti defendido nos acréscimos, Cruzeiro vence Atlético-MG e é campeão do Mineiro feminino

O primeiro amarelo foi levantado após a jogadora tocar a bola com a mão em um ataque celeste, logo aos três minutos do segundo tempo. O árbitro chegou a sinalizar pênalti para o Cruzeiro, mas a assistente informou que o lance tinha sido fora da área. Ele volta atrás na decisão do penal e, em seguida, aposta para Day e levanta o cartão.

O segundo cartão foi aos 31 minutos, quando o Cruzeiro seguia com um contra-ataque e Day bloqueou Rafa Andrade, com o braço. Richard novamente sobe o cartão amarelo para a jogadora. Quando aconteceu a segunda punição, a partida estava 1 a 0 para as Cabulosas, com gol de Byanca Brasil.

O Cruzeiro segurou o resultado até o final, com a goleira celeste, Taty Amaro, defendendo pênalti aos 49 minutos do segundo tempo, e conquistou o título mineiro depois de quatro anos. O time venceu em 2019, contra o América, mas perdeu as três edições seguintes para o Atlético-MG.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE